O que é um servidor dedicado?


O que é um servidor dedicado?

Um servidor dedicado designa uma categoria de soluções propostas por um fornecedor de serviços cloud ou de alojamento web. Trata-se de um servidor físico que é alugado ao cliente sem camada virtual ou de software. Atualmente, é geralmente designado por servidor bare metal, fazendo referência ao seu aspeto "nu", isento de qualquer adição. Este tipo de solução permite às empresas beneficiar de um servidor físico alojado no fornecedor de cloud, mas cuja utilização dominam totalmente. O fornecedor, por sua vez, assegura a manutenção, a segurança física e o acesso constante à Internet. Tudo isto acontece num datacenter, ou centro de dados. Trata-se de um edifício dedicado ao armazenamento e ao funcionamento de servidores informáticos em grande escala.

Porquê utilizar um servidor dedicado?

O servidor dedicado é recomendado se deseja uma solução totalmente personalizável. É a que oferece melhores desempenhos brutos, respondendo a necessidades importantes em termos de cálculo ou de armazenamento, por exemplo. Ao contrário de um alojamento web standard concebido para alojar websites, o servidor dedicado permite ir ainda mais longe. Pode, por exemplo, interligar os seus servidores dedicados para criar uma infraestrutura à medida, ou utilizar a virtualização para implementar uma frota de máquinas virtuais. As possibilidades são ilimitadas, o que torna todas as utilizações possíveis.

Sabia que...?

O que chamamos de «cloud», ou solução de cloud computing, baseia-se na realidade em servidores físicos associados à virtualização. Assim, é possível criar a sua própria cloud graças aos servidores dedicados!

As vantagens do servidor dedicado

Economias

Para uma empresa, optar por alugar em vez de comprar um servidor informático é uma escolha económica facilmente explicável. Não é necessário investir numa máquina dispendiosa, num local técnico e em pessoal de manutenção. Alugar um servidor dedicado permite usufruir dos componentes mais recentes do mercado a baixo custo. Assim, é possível optar pelos melhores desempenhos em matéria de processador (CPU), de placa gráfica (GPU), de memória viva (RAM) e de discos de armazenamento (SSD NVMe, por exemplo).

Poupança de tempo

Dispor de servidores informáticos ou do seu próprio datacenter nas instalações da empresa requer um acompanhamento constante e pessoal de manutenção. Em caso de avaria, um funcionário deve deslocar-se ao local do servidor, localizar a avaria material e corrigi-la rapidamente. Se o material a substituir não estiver em armazém, é também necessário encomendá-lo e assegurar a disponibilidade das peças.

Ao optar por um servidor dedicado, todas estas etapas são realizadas por equipas de manutenção especializadas e mobilizadas com todo o material necessário. Por exemplo, em caso de falha de um disco, um técnico é alertado e procede à sua substituição.

Fiabilidade

Um servidor físico nas instalações da empresa está sujeito a vários riscos. De facto, um erro humano, um corte de energia ou de rede podem tornar os serviços inacessíveis. No datacenter de um fornecedor de cloud, os elementos essenciais como a rede e a eletricidade são redundados. Em caso de corte, um material secundário poderá assim assumir o controlo. A alta disponibilidade do servidor dedicado está geralmente associada a um compromisso de nível de serviço (SLA).

Liberdade de utilização

Ao contrário de soluções que respondem a necessidades particulares, o servidor dedicado não é limitado na sua utilização. O cliente dispõe de um acesso root que lhe permite configurar o servidor como se se tratasse da sua própria máquina. É possível instalar o sistema operativo (SO) que preferir ou escolher entre uma lista completa de distribuições e de SO. Da mesma forma, não há restrições na utilização de software ou linguagens.

Serviços e funcionalidades

Enquanto profissional de alojamento de soluções web, o fornecedor de servidores pode igualmente oferecer diferentes serviços e funcionalidades adicionais. Desenvolvidos com conhecimento das necessidades habituais dos clientes, podem tratar-se de soluções de backup, de segurança avançada, de rede privada ou ainda de um serviço anti-DDoS eficiente.

kimsufi-overview-transparent
kimsufi-overview-transparent

Servidores dedicados a preços imbatíveis!

De forma a garantir-lhe os melhores preços, optámos por manter
apenas os componentes e serviços essenciais para a nossa gama de servidores Kimsufi.

  • Largura de banda ilimitada de 100 Mbps
  • Disponível em França e no Canadá
  • Suporte por tickets

Servidor dedicado vs VPS

O servidor dedicado e o servidor privado virtual (VPS) diferenciam-se quanto à técnica e às utilizações que permitem obter. O VPS é um servidor virtualizado graças a um software a partir de um servidor físico. Assim, é possível criar vários VPS a partir de um único servidor.

Esta particularidade salienta a principal vantagem do VPS: este último é, por isso, muito mais económico. Efetivamente, uma vez que os recursos alugados são menos numerosos do que para um servidor dedicado, o seu preço é também menos elevado. Assim, o VPS destina-se a uma utilização para aplicações que requerem menos recursos. Pode ser o caso, por exemplo, de um website ou de uma aplicação profissional.

Administração livre e seleção do ambiente

As duas soluções partilham um nível de administração semelhante, exceto no que diz respeito à escolha do sistema operativo. Quando o servidor dedicado permite instalar manualmente um SO, o VPS é fornecido com uma lista de sistemas e distribuições entre as quais deve escolher. Ainda assim, esta lista é completa, propondo as soluções mais populares.

Dois níveis de utilização

Servidor dedicado
  • Alojamento de websites com elevado tráfego que requerem uma infraestrutura completa e segura.
  • Alojamento de aplicações críticas.
  • Servidor de jogos online para programadores, distribuidores e revendedores de jogos.
  • Infraestruturas profissionais com interligação privada.
  • Cálculo de alta performance.
  • Big data.
  • Machine Learning.
VPS
  • Alojamento de websites com tráfego médio.
  • Alojamento de aplicações web ou profissionais.
  • Servidor privado de videojogos para as comunidades de jogadores.
  • Ambiente de teste.
  • Extranet e intranet.